TV Câmara

A Tribuna Livre da sessão da Câmara de Vereadores de Florianópolis abordou a questão das pessoas em situação de rua no município. Quem ocupou o espaço para explicar o tema foi o diretor de proteção social da Secretaria Municipal de Assistência Social, Sandro Azevedo. O requerimento para a realização do debate foi feito pelo suplente de vereador, Luciano Formighieri (PSDB), no período em que assumiu o mandato no Legislativo Municipal por cerca de um mês.

Dois temas relevantes entraram em debate na Tribuna Livre da Câmara Municipal de Florianópolis na sessão desta segunda-feira. A primeira apresentação foi sobre o projeto Agosto Lilás, iniciativa para conscientizar e fortalecer ações que combatem a violência contra a mulher. O segundo tema foi a assistência jurídica gratuita prestada pelo Núcleo de Prática Jurídica do curso de Direito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), por meio do Escritório Modelo de Assistência Jurídica.

Durante as atividades no primeiro semestre de 2019, a CMF aprovou um número igual a cerca de 80% da produção legislativa da Casa no ano de 2018, indicando que ultrapassará esse número em cerca de dois meses. Nos primeiros meses deste ano, foram aprovados 107 Projetos de Lei (PL), enquanto no ano passado inteiro foram aprovados 136 PLs.

O Legislativo Municipal de Florianópolis abre suas portas também para auxiliar os cidadãos oferecendo diversos serviços no Balcão da Cidadania, localizado no térreo do prédio da CMF. É o único local na região central para que a população possa fazer seu documento de identidade, e o único que atende sem agendamento - os postos do IGP estão localizados nos bairros Itacorubi e Estreito. No balanço do primeiro semestre de 2019, o Balcão da Cidadania já fez 2529 atendimentos até junho.

A Câmara de Vereadores de Florianópolis utilizou o Grande Expediente da sessão desta segunda-feira (12) para homenagear os Bombeiros Militares de Santa Catarina que atuaram nas missões de resgate durante a tragédia de Brumadinho-MG, no início de 2019. Foram 44 profissionais que se deslocaram para o estado de Minas Gerais e se revezaram nos trabalhos de busca.

O suplente de vereador Carlos Eduardo de Souza, do Partido dos Trabalhadores (PT) assumiu como parlamentar na Câmara de Vereadores de Florianópolis, no lugar do vereador Lino Peres (PT), na tarde desta segunda-feira (12/08). Conhecido como Cadu, ele é graduado em história e pós-graduado em Gestão Pública.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que está apurando possíveis irregularidades no transporte coletivo da Capital, realizou mais uma reunião na tarde desta quinta-feira (08/08), na Câmara Municipal de Florianópolis. Desta vez foram agendados dois depoimentos, o primeiro com o secretário Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, Michel Mittmann.

O crescente número dos desastres com vítimas fatais e com grandes sequelas no trânsito tem sido alarmante em todo o mundo, e Florianópolis não poderia ser diferente. O Brasil ocupa a quinta posição dos países com mais mortes, uma preocupação que tem despertado uma rede de organizações públicas, empresariais e da sociedade civil, para o objetivo de reduzir o número de mortes e vítimas graves relacionadas ao trânsito. “No mínimo temos uma morte por semana no trânsito de Florianópolis. E cinquenta ficam feridas.

Nesta terça-feira (6), a Câmara Municipal aprovou em primeira votação o projeto de lei que estabelece horários para os telefonemas de cobrança de débito em Florianópolis. O texto do projeto estabelece que essas ligações devem ser realizadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, das 8h às 14h. O projeto foi elaborado pelo vereador Gabrielzinho, tendo como base o Código de Defesa do Consumidor.

A Tribuna Livre da Câmara de Vereadores de Florianópolis, nesta segunda-feira, trouxe o tema da Lei Maria da Penha sob uma nova abordagem,  uma interpretação poética para destacar a importância do tema. Quem trouxe a discussão foi o presidente da Academia de Letras do Brasil de Santa Catarina, Valdir Mendes, da seccional de Florianópolis.