TV Câmara

Secretário de Mobilidade Urbana participa da CPI do Transporte Coletivo

quinta-feira, 8 Agosto, 2019 - 18:06

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que está apurando possíveis irregularidades no transporte coletivo da Capital, realizou mais uma reunião na tarde desta quinta-feira (08/08), na Câmara Municipal de Florianópolis. Desta vez foram agendados dois depoimentos, o primeiro com o secretário Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana, Michel Mittmann.

O secretário em sua primeira fala foi questionado pelo relator da CPI vereador Renato da Farmácia (PR) o que poderia ser feito para diminuir o preço do transporte coletivo. Mittman destacou que o transporte coletivo tem que ser estudado e revisado dentro do modelo de cidade que se busca para o futuro. “Além de revisar esse modelo urbano para que ele seja mais eficiente e consiga florescer o transporte coletivo, é preciso também um novo mecanismo de financiamento do transporte coletivo,” afirma.

Na sequência foi ouvido Marcelo Silva, secretário adjunto da pasta que destacou a importância de trabalhar não só na redução da tarifa, mas na qualificação dos serviços e no conforto do usuário. “É importante atrair esses usuários para o sistema e resgatar os que deixaram de usar o transporte. São ações não só do município de Florianópolis, mas que também dependem de atuação da região metropolitana como um todo” ressalta Silva.

O papel do Conselho Municipal de Mobilidade Urbana também foi questionado, já que desde início os vereadores perceberam desencontros de informações sobre as reuniões, bem como o trabalho desenvolvido de cada representante. Quanto a isso o atual secretário informou que tem realizado pelo menos uma reunião por mês desde que a assumiu a secretaria e que vai realizar uma reunião nas próximas semanas no Centro de Comando de Operações. “Faremos uma reunião no CCO para apresentar um resumo de como funciona o cálculo da tarifa para os membros do conselho  e será também uma oportunidade dos vereadores tomarem conhecimento de como ele é elaborado.”

A CPI do transporte teve seu prazo prorrogado para mais 90 dias na última segunda-feira na primeira sessão do mês de agosto.