TV Câmara

CPI do Transporte ouve últimos membros do Conselho de Mobilidade Urbana

quinta-feira, 16 Maio, 2019 - 17:09

 A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que está apurando possíveis irregularidades no transporte coletivo da Capital,realizou mais uma etapa da investigação nesta quinta-feira (16). A reunião de trabalho praticamente concluiu as oitivas com membros do Conselho Municipal de Mobilidade Urbana. A sequência da CPI vai convocar agora ex-secretários das gestões anteriores ligados às decisões do transporte público. Foi pedida também a prorrogação dos trabalhos por mais 90 dias na Câmara Municipal de Florianópolis.

 O primeiro a ser ouvido foi o representante da Câmara de Vereadores da Capital, Márcio da Silva, que foi questionado pelos parlamentares sobre sua participação no CONMURB. Conforme Silva detalhou em seu depoimento o conselho ficou mais de seis meses sem realizar qualquer reunião e que os membros foram convocados por mensagem em um grupo no celular dois dias antes. Ele ainda enfatizou aos vereadores que, além das reuniões que não aconteciam, os conselheiros não passam por nenhum tipo capacitação para analisar planilhas técnicas envolvendo custos. “Como o conselheiro vai tomar uma decisão tão importante quanto essa e que vai mexer na vida de milhares de pessoas na cidade sem ter conhecimento do que vai votar.”

 O segundo convidado da CPI foi o representante da Cooperativa de Transporte Escolar de Florianópolis (SINPVTEFPOLIS), Umberto Ouriques Neto, que explicou aos membros da CPI como funcionou a reunião do dia 28 de dezembro onde foi deliberado o novo valor da tarifa. “Temos onze membros no conselho e apenas seis compareceram, então, houve quórum para a deliberação. O secretário fez uma longa exposição audiovisual a todos os presentes e esclareceu dúvidas, inclusive do funcionamento da tarifa social. E no momento todos ali entenderam que estava satisfatório.”

 Para o relator da CPI, vereador Renato Geske (PR), as informações repassadas tiveram bastante conteúdo relevante. “Os dois contribuíram bastante com a relatoria da CPI e nos trouxeram informações contundentes para os próximos passos.” A próxima reunião da CPI está marcada para o dia 30 de maio.